Ericsson: 1 bilhão de assinaturas 5G em 2023
  • 5G cobrirá mais de 20% da população global em seis anos, de acordo com o último Ericsson Mobility Report 
     
  • Na América Latina e Caribe, previsão de 26 milhões de assinaturas 5G até 2023
     
  • LTE será a tecnologia de acesso dominante até o final deste ano, impulsionado pela demanda por uma melhor experiência do usuário e redes mais rápidas

A Ericsson (NASDAQ: ERIC) prevê que haverá 1 bilhão de assinaturas de 5G para banda larga móvel aprimorada até 2023. Esta previsão está entre as principais estatísticas apresentadas na edição de novembro do Ericsson Mobility Report lançado hoje.

Com expectativas de ser implantado primeiramente em áreas urbanas densas, o 5G cobrirá mais de 20% da população mundial até o final de 2023. As primeiras redes comerciais baseadas no 5G New Radio (NR) são esperadas para entrar em funcionamento em 2019, com grandes implantações a partir de 2020. Implementações antecipadas de 5G estão previstas em vários mercados, incluindo os EUA, Coreia do Sul, Japão e China.

Para a América Latina e o Caribe, os primeiros testes e implantações de 5G são esperados na região nos próximos anos e, até 2023, estima-se que haverá 26 milhões de assinaturas 5G para banda larga móvel aprimorada.

O tráfego de dados móveis mundial deverá superar 100 Exabytes por mês em 2023

O tráfego de dados móveis deverá aumentar em oito vezes durante o período previsto, alcançando 110 Exabytes por mês até 2023. Isso corresponde a 5,5 milhões de anos de streaming de vídeo em HD.

Todas as regiões mantêm o crescimento do tráfego de dados móveis, com a América do Norte mostrando o maior uso médio por smartphone, superando 7GB por mês até o final de 2017.

Consumo de vídeos continua a alimentar o crescimento do tráfego de banda larga móvel. A força propulsora atrás da tendência de alta de vídeo são os jovens da geração Y – na faixa etária de 15 a 24 anos – que transmitem 2,5 vezes mais do que aqueles com mais de 45 anos de idade.

O streaming de vídeo em resoluções mais altas e uma tendência emergente do aumento da transmissão de formatos de vídeo imersivos, como o vídeo de 360º, terá um impacto sobre os volumes de consumo do tráfego de dados. Por exemplo, um vídeo do YouTube em 360 graus usa 4 a 5 vezes mais largura de banda do que um vídeo do YouTube normal da mesma qualidade percebida. 

Implementações de LTE – o momento continua

No fim deste ano, o LTE será a tecnologia de acesso móvel dominante. Estima-se que alcançará 5,5 bilhões de assinaturas e abrangerá mais de 85% da população mundial até o final de 2023.

A tecnologia Voz sobre LTE (VoLTE) foi lançada em mais de 125 redes, em mais de 60 países, em todas as regiões. As assinaturas VoLTE são projetadas para chegar a 5,5 bilhões até o final de 2023, representando mais de 80% das assinaturas de 5G e LTE combinadas.

Relógios inteligentes são um dos dispositivos mais recentes a usar VoLTE. Os usuários são capazes de fazer chamadas de voz diretamente do relógio inteligente, sem a necessidade de ter um smartphone nas proximidades (multi-SIM). As chamadas também podem ser transferidas entre o smartphone e o relógio do usuário.

Georgia Sbrana, vice-presidente de Marketing, Comunicação e Relações com o Governo da Ericsson Brasil, diz: “O relatório mais recente destaca tendências na assinatura móvel e no crescimento do tráfego de dados, bem como o esforço do setor para lidar com o aumento da demanda em redes móveis mundialmente. Além disso, o relatório examina o surgimento de novos casos de uso, conforme a capacidade da rede evolui – relógios inteligentes, alarmes de IoT e manutenção e reparos assistidos por realidade aumentada, para citar alguns. Enquanto nos preparamos para o 5G, essas tendências continuarão a definir a agenda para o setor móvel no futuro”.

O relatório também apresenta três artigos sobre tendências crescentes do setor:

A mudança nos planos de dados móveis examina a movimentação para planos cada vez maiores, bem como o consumo de dados real dentro de diferentes planos. Ele destaca a importância de uma boa composição de planos de dados, incluindo o ilimitado, para atender a uma variedade de necessidades dos clientes.

O aprimoramento da experiência de evento se concentra em como organizadores e operadores de eventos podem atender às necessidades dos visitantes para mais serviços digitalizados e experiências imersivas.

As expectativas da geração do milênio para 5G explora como essa faixa etária percebe sua experiência com dispositivos móveis, suas expectativas sobre o 5G e o que seus pontos de vista implicam aos operadores.

Relatórios regionais para a Europa Ocidental, Europa Central e Oriental, Oriente Médio, África e América Latina também foram publicados, juntamente com o relatório global do Ericsson Mobility Report.

 

NOTAS AOS EDITORES

Para kits de imprensa, contexto e fotos em alta resolução, acesse www.ericsson.com/press-center

SIGA-NOS:

www.ericsson.com
www.twitter.com/ericssonbr
www.facebook.com/ericssonbr
www.youtube.com/EricssonBrazil
www.slideshare.net/EricssonLatinAmerica
www.flickr.com/photos/EricssonLatinAmerica/

MAIS INFORMAÇÕES EM:

Centro de Notícias

Luciana Leite, Comunicação Externa
Fone: +55 11 2224 2018
E-mail: luciana.leite@ericsson.com

SOBRE A ERICSSON:

A Ericsson permite que os provedores de serviços de comunicações obtenham todo o potencial da conectividade. O portfólio da empresa abrange redes, serviços digitais, serviços gerenciados, negócios emergentes e é projetado para ajudar nossos clientes na digitalização, aumentando a eficiência e encontrando novos fluxos de receita. Os investimentos da Ericsson na inovação promovem os benefícios da telefonia e da banda larga móvel para bilhões de pessoas ao redor do mundo. A ação da Ericsson está registrada na bolsa de valores Nasdaq em Estocolmo e na NASDAQ em Nova York. www.ericsson.com

Na América Latina estamos presentes desde 1896, quando entregamos equipamentos pela primeira vez na Colômbia. No início do século XX aumentamos nossa presença na região ao firmar acordos na Argentina, Brasil e México. Hoje, estamos presentes em mais de 50 países da América do Sul, América Central, México e Caribe, com instalações completas, como unidade de Produção e Centro de Inovação com atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), além de Centro de Treinamento. A Ericsson é a fornecedora líder do setor de telecomunicações com mais de 40% do mercado na América Latina e mais de 100 contratos de serviços de telecomunicações na região.