ericsson.com
Your location is listed as Global
Login

O que os serviços públicos esperam para o futuro: um informe executivo com percepções so setor de energia produzidos pelo IDC

Os serviços públicos estão no meio de uma transformação do setor. Com base em uma pesquisa global produzida pelo IDC com executivos de serviços públicos, percepções do setor de energia demonstram as opiniões do setor em relação ao futuro nesse cenário em constante evolução.
Available in English Español (Latinoamérica) Português (Brasil)

Entre as 10 principais descobertas do documento, patrocinado pela Ericsson e desenvolvido através da empresa de análise do IDC, está o fato de que os serviços públicos esperam mais terceirizações e concorrência nos próximos anos.

No mundo todo, mais da metade (52%) dos serviços públicos esperam a terceirização das análises de dados, uma tendência fortemente conduzida pelos serviços públicos na Europa.

Um dos quatro serviços públicos que participaram da pesquisa na Europa afirmou que espera a descentralização dos sistemas de energia na próxima década, enquanto três dos quatro serviços públicos que participaram da pesquisa na América afirmaram esperar o surgimento da concorrência em seus mercados dentro de cinco anos.

Esse aumento na concorrência é uma tendência mundial, com 35% dos serviços públicos no mundo todo esperando que empresas privadas representem os principais desafios de concorrência durante os próximos cinco anos, sendo que 70% espera que seus negócios sejam afetados por mudanças regulamentares.

O documento identificou a retenção de talentos, a infraestrutura antiga e a integração de fontes de energia renovável como os principais desafios enfrentados pelos serviços públicos até 2020.

Os resultados da pesquisa do IDC são baseados em entrevistas com 76 executivos de serviços públicos da Europa, Estados Unidos e Brasil em 2015.

O documento conclui que um melhor gerenciamento de ativos, a redução dos custos e a conversão dos dados em informações importantes serão essenciais em termos de adaptação dos modelos de negócios dos serviços públicos para a sobrevivência no novo cenário.