ericsson.com
Your location is listed as Global
Login

Com 5G, pacientes terão mais controle sobre os cuidados com a saúde

A Ericsson (NASDAQ:ERIC) publicou seu mais recente relatório ConsumerLab, “Do sistema de saúde para o homecare”. O relatório revela os insights dos consumidores em relação ao impacto do 5G no futuro do sistema de saúde e sua transformação nos cuidados de prevenção, rotina e pós-operatório. No Brasil, as receitas com a digitalização do setor de serviços de saúde alcançarão US$ 7.5 bilhões em 2026. Desse valor, US$ 4.1 bilhões serão receitas direcionadas às operadoras do 5G, com um CAGR de 84% entre 2020 e 2026.
Com 5G, pacientes terão mais controle sobre os cuidados com a saúde
Available in English Español (Latinoamérica) Português (Brasil)
  • Relatório Ericsson ConsumerLab confirma que os pacientes acreditam que a consulta on-line reduzirá o desconforto dos tempos de espera
  • Consumidores terão maior controle no monitoramento da saúde com dispositivos vestíveis (wearables) quando o 5G aumentar a confiabilidade e a segurança
  • Players do setor vão contar com ainda mais acesso on-line aos dados centralizados dos pacientes para impactar positivamente os serviços de saúde 

As principais áreas em termos de geração de receita são os aplicativos de pacientes e os aplicativos de hospitais, com 62% e 30% da receita, respectivamente.

O relatório indica que as redes de próxima geração serão cruciais na transformação do sistema de saúde ao fornecer uma transmissão eficiente em um ecossistema de feedbacks e alertas, mobilidade e baixa latência. As redes se tornarão um veículo para diversos aplicativos, incluindo o monitoramento remoto por meio de dispositivos vestíveis da área médica, interação virtual entre o médico e o paciente, além de cirurgias realizadas por robôs de forma remota.

As principais descobertas incluem a descentralização dos serviços de saúde, que saem dos hospitais e vão até as residências. Além disso, os dados dos pacientes estão sendo cada vez mais centralizados, transformando hospitais em centros de dados. A maior dependência no uso de dispositivos vestíveis e tratamentos remotos torna o 5G essencial para o fornecimento de serviços confiáveis e seguros. O aumento das expectativas dos consumidores, o acesso aos dados dos pacientes a qualquer momento e o uso cada vez maior da Internet também estão abrindo espaço para que players não-tradicionais possam inovar no setor de serviços de saúde.

Este relatório aborda os insights de uma pesquisa on-line com 4.500 usuários avançados de banda larga móvel/smartphones na Alemanha, Japão, Coreia do Sul, Reino Unido e Estados Unidos, além de uma pesquisa on-line com 900 tomadores de decisão em seis setores desses países: serviços de saúde, seguro, empresas de tecnologia médica, operadoras de telecomunicação, agregadores/desenvolvedores de aplicativos e órgãos regulamentares governamentais.

NOTAS AOS EDITORES

Se inscreva para receber todos os press releases da Ericsson aqui.

SIGA-NOS:

www.ericsson.com
www.twitter.com/ericssonbr
www.facebook.com/ericssonbr
www.youtube.com/EricssonBrazil
www.slideshare.net/EricssonLatinAmerica
www.flickr.com/photos/EricssonLatinAmerica/

MAIS INFORMAÇÕES EM:

Centro de Notícias

Luciana Leite, Comunicação Corporativa Ericsson - LATAM South
Fone: +55 11 2224-2018/ +55 11 94380-9382/ +55 11 99149-4950
E-mail: luciana.leite@ericsson.com

SOBRE A ERICSSON:

A Ericsson permite que os provedores de serviços de comunicações obtenham todo o potencial da conectividade. O portfólio da empresa abrange redes, serviços digitais, serviços gerenciados, negócios emergentes e é projetado para ajudar nossos clientes na digitalização, aumentando a eficiência e encontrando novos fluxos de receita. Os investimentos da Ericsson na inovação promovem os benefícios da telefonia e da banda larga móvel para bilhões de pessoas ao redor do mundo. A ação da Ericsson está registrada na bolsa de valores Nasdaq em Estocolmo e na NASDAQ em Nova York. www.ericsson.com

Na América Latina estamos presentes desde 1896, quando entregamos equipamentos pela primeira vez na Colômbia. No início do século XX aumentamos nossa presença na região ao firmar acordos na Argentina, Brasil e México. Hoje, estamos presentes em mais de 50 países da América do Sul, América Central, México e Caribe, com instalações completas, como unidade de Produção e Centro de Inovação com atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), além de Centro de Treinamento. A Ericsson é a fornecedora líder do setor de telecomunicações com mais de 40% do mercado na América Latina e mais de 100 contratos de serviços de telecomunicações na região.