ericsson.com
Your location is listed as Global
Login

Ericsson traz 5G ao Brasil

  • Primeiro teste de 5G e IoT acontecerá no país em 2016, em parceira com a América Móvil
  • Objetivo é apoiar a agenda digital brasileira ao acelerar oportunidades em áreas como saúde, educação, energia, agricultura e em novas aplicações na indústria
  • Novos projetos de pesquisa em 5G com Universidade de São Paulo, UNICAMP e Universidade Federal do Ceará

Press release  |  out 19, 2015 18:20 (GMT +00:00)

Available in English Español (Latinoamérica) Português (Brasil)

Junto com a visita da presidente Dilma Rousseff à sede da empresa na Suécia hoje, a Ericsson (NASDAQ: ERIC) acaba de anunciar que irá apoiar ainda mais o Brasil na realização de sua agenda digital.

Hans Vestberg, presidente e CEO da Ericsson, diz: “As TICs podem apoiar a transformação em praticamente todos os setores da sociedade, bem como em todas as indústrias. Estou convencido de que a próxima geração de banda larga móvel e a Internet das Coisas, possibilitadas pelo 5G, vão acelerar ainda mais as oportunidades de avanço em áreas como saúde, educação, serviços de energia e agricultura, e em novas aplicações na indústria.”

Como parte da agenda digital do Brasil, a Ericsson, juntamente com a América Móvil, realizará o primeiro teste de 5G no Brasil durante o ano de 2016. Esse projeto é onde a inovação encontra aplicação da nova rede, permitindo que operadoras de telecom e seus parceiros do ecossistema, como instituições acadêmicas, agentes de saúde, energia e agricultura testem as funcionalidades da conexão em uma rede ao vivo.

Além disso, a Ericsson e a América Móvil também irão implementar um sistema de testes para Internet das Coisas (IoT), possibilitando que as indústrias brasileiras e o setor público se preparem para a transformação das TICs. Já, essa iniciativa vai focar, especificamente, em aplicações de baixo consumo de bateria, como sensores de baixa potência para áreas remotas.

Vestberg diz: “Para o 5G, nosso foco é entender como os sistemas serão usados tanto pela sociedade quanto pela indústria. Para estar com redes comerciais prontas em 2020, a Ericsson fechou uma parceria com a América Móvil para o primeiro sistema de testes de 5G no Brasil, como uma demonstração clara da nossa vantagem competitiva, e, ao mesmo tempo, uma forma de levar a pesquisa para fora dos laboratórios e para redes de teste ao vivo.”

“Fazemos parte do desenvolvimento do Brasil desde 1924, e fico orgulhoso por continuarmos a trazer a tecnologia líder da indústria para apoiar o desenvolvimento do país”, finaliza o executivo.

Além da pesquisa de 5G com a Universidade Federal do Ceará (UFC), anunciada anteriormente, a Ericsson também anuncia hoje programas adicionais com a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), a serem realizados em 2017:

  • Cyber-Physical Systems com USP e UNICAMP: redes que se comunicam sem intervenção humana; sistemas de comunicação autônomos com base em sensores. Eles poderiam, por exemplo, fornecer a base para sistemas rodoviários que se comunicam com autoridades rodoviárias em casos de emergência, sistemas de clima, que monitoram as condições da estrada, e carros autônomos.
  • MiMo (multiple-input multiple-output) com UFC: sistemas de 5G com design transceptor com várias antenas em estações rádio base e terminais de usuários (MiMo). O objetivo é aumentar significativamente a capacidade dos sistemas de comunicação móvel atuais.
  • D2D (Intelligent radio resource allocation) com UFC: controle e provisão da qualidade de serviço em sistemas 5G. Usando algoritmos e técnicas de alocação de recursos de rádio, a ideia é possibilitar taxas de bits mais elevadas e maior satisfação do usuário para sistemas de comunicação 5G móveis.

Com sua experiência única de liderança em cada geração de redes móveis, a Ericsson é a líder em tecnologia e condutora da evolução 5G. A Ericsson teve o papel de coordenadora líder para o METIS I, estabelecendo a base para 5G, e continua com este papel para o METIS II, que lidera o desenvolvimento e a padronização do 5G. A companhia tem uma longa tradição de colaboração e pesquisa, promovendo o desenvolvimento a longo prazo das tecnologias de comunicação. O teste de rádio da Ericsson demonstrou 5Gpbs em 2014 – a primeira no mundo – e a companhia está começando testes e medições ao ar livre. O objetivo é a implementação comercial completa até 2020.

Com uma organização global de pesquisa e desenvolvimento, a Ericsson lidera a evolução de novas tecnologias em cooperação com universidades e institutos de pesquisa líderes, incluindo os do Brasil. A companhia também tem um longo histórico em transformação de indústrias e lidera vários programas industriais globais, dos quais os resultados são aplicados em indústrias rumo a digitalização no mundo todo. Com mais de 37,000 patentes concedidas, a Ericsson tem um dos portfólios mais fortes da indústria.

NOTAS AOS EDITORES

Se inscreva para receber todos os press releases da Ericsson aqui.

SIGA-NOS:

www.ericsson.com
www.twitter.com/ericssonbr
www.facebook.com/ericssonbr
www.youtube.com/EricssonBrazil
www.slideshare.net/EricssonLatinAmerica
www.flickr.com/photos/EricssonLatinAmerica/

MAIS INFORMAÇÕES EM:

Centro de Notícias

Luciana Leite, Comunicação Corporativa Ericsson - LATAM South
Fone: +55 11 2224-2018/ +55 11 94380-9382/ +55 11 99149-4950
E-mail: luciana.leite@ericsson.com

SOBRE A ERICSSON:

A Ericsson permite que os provedores de serviços de comunicações obtenham todo o potencial da conectividade. O portfólio da empresa abrange redes, serviços digitais, serviços gerenciados, negócios emergentes e é projetado para ajudar nossos clientes na digitalização, aumentando a eficiência e encontrando novos fluxos de receita. Os investimentos da Ericsson na inovação promovem os benefícios da telefonia e da banda larga móvel para bilhões de pessoas ao redor do mundo. A ação da Ericsson está registrada na bolsa de valores Nasdaq em Estocolmo e na NASDAQ em Nova York. www.ericsson.com

Na América Latina estamos presentes desde 1896, quando entregamos equipamentos pela primeira vez na Colômbia. No início do século XX aumentamos nossa presença na região ao firmar acordos na Argentina, Brasil e México. Hoje, estamos presentes em mais de 50 países da América do Sul, América Central, México e Caribe, com instalações completas, como unidade de Produção e Centro de Inovação com atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), além de Centro de Treinamento. A Ericsson é a fornecedora líder do setor de telecomunicações com mais de 40% do mercado na América Latina e mais de 100 contratos de serviços de telecomunicações na região.