Tecnologia DSS da Ericsson habilita lançamento da primeira operação comercial 5G da América Latina

Available in Español (Latinoamérica) Português
  • Solução disruptiva de compartilhamento de espectro, lançada no mercado como Ericsson Spectrum Sharing, permite às operadoras iniciar rapidamente a oferta de serviços 5G, reutilizando a infraestrutura de rede já existente no 4G e aproveitando os investimentos feitos anteriores em espectro
  • Com esse lançamento, Ericsson reforça sua posição de liderança no 5G e confirma planos para produção do 5G em sua fábrica de São José dos Campos, SP
Press release
jul 10, 2020
Ericsson Spectrum Sharing - Mão segurando um smartphone

A Ericsson (NASDAQ: ERIC) foi a empresa escolhida pela Claro Brasil para respaldar a implementação da primeira rede 5G no País, usando para isso a tecnologia DSS de compartilhamento de espectro chamada Ericsson Spectrum Sharing (ESS), que permitirá conexões mais rápidas que as oferecidas pelo 4.5G e 4G convencional, chegando a 400Mbps.

“O Ericsson Spectrum Sharing transforma a maneira como o 5G é introduzido no mercado”, afirma Eduardo Ricotta, Presidente da Ericsson para o Cone Sul da América Latina. Como parte do Ericsson Radio System, o ESS permite a implantação de ambas as redes, 4G e 5G, na mesma banda de frequencias, e aloca, dinamicamente, o espectro com base na demanda dos usuários. “Essa solução exclusiva e disruptiva, anunciada em outubro de 2019 pela Ericsson e disponibilizada ao mercado mundial no último mês de fevereiro, possibilita às operadoras iniciar rapidamente a oferta de serviços 5G, reutilizando a infraestrutura de rede já existente no 4G e aproveitando os investimentos feitos anteriores em espectro”, destaca Ricotta.

O DSS da Ericsson pode ser ativado remotamente através de uma atualização de software em qualquer um dos cinco milhões de rádios 5G Ready (prontos para o 5G) que a Ericsson já entrega ao mercado mundial desde 2015 (mais de 400 mil no Brasil). A Ericsson colabora com parceiros do ecossistema de chipset, incluindo a Qualcomm Technologies Inc., no avanço do compartilhamento dinâmico de espectro usando dispositivos móveis desenvolvido com as plataformas móveis Qualcomm® Snapdragon™ 865 e 765 com sistemas Snapdragon 5G Modem-RF, bem como MediaTek (Dimensity 1000) e fabricantes de dispositivos como Motorola, Oppo, Sony, Xiaomi, LG, vivo e WNC (Wistron NeWeb Corp.) para dimensionar a solução globalmente.

“A chegada do 5G DSS ao Brasil reflete o pioneirismo da Ericsson e nosso compromisso em contribuir com o avanço tecnológico do País como sempre fizemos nesses mais de 95 anos desde que iniciamos nossa operação no mercado local. Iniciamos os estudos em 5G há mais de uma década, somos líderes no desenvolvimento de patentes essenciais para o 5G, fomos pioneiros na implementação do 5G em 4 continentes, e hoje já somam 45 as operações comerciais 5G em 25 países (incluindo EUA, Reino Unido, Suíça, Coreia do Sul, Oriente Médio, China, Australia, entre outros) utilizando nossa tecnologia de quinta geração. Temos muito orgulho dessa jornada de sucesso mundial e estamos muito felizes por sair na frente mais uma vez e registrar esse marco de pioneirismo agora também no Brasil e na América Latina”, celebra Ricotta.

Ele acrescenta: “A introdução do 5G DSS é o primeiro passo para a real digitalização de toda a sociedade. O 5G será a plataforma de negócios mais importante da próxima década, exercendo um papel fundamental no desenvolvimento econômico de vários setores, no aumento da competitividade e na promoção da inovação. Daí a importância de que o País siga avançando com o leilão de frequencias 5G, processo regulatório necessário para que seja possível implementar a experiencia completa do 5G no Brasil”.

“O 5G não é apenas mais um G. O 5G é, sim, uma evolução das redes atuais, mas é também uma expansão da digitalização para a indústria, agricultura, transportes, cidades inteligentes, segurança pública, saúde e muitas outras aplicações. À medida que comece a ser aplicado no País, habilitará novos negócios e ajudará a atrair investimentos significativos, o que será de muito valor para que a economia retome seu curso e se restabeleça depois dessa crise”, lembra Ricotta.

NOTAS AOS EDITORES

Inscreva-se para receber todos os press releases da Ericsson clicando aqui. 

 
SIGA-NOS:

www.ericsson.com

www.twitter.com/ericssonbr

www.facebook.com/ericssonbr

www.instagram.com/ericsson_brasil

www.linkedin.com/company/ericsson/

www.youtube.com/EricssonBrazil

www.slideshare.net/EricssonLatinAmerica

www.flickr.com/photos/EricssonLatinAmerica/

MAIS INFORMAÇÕES EM:

Central de Notícias

Comunicação Corporativa Ericsson, LATAM South
Luciana Leite – (11) 99149-4950
luciana.leite@ericsson.com 

Weber Shandwick
Caio Ramos – (11) 985909-9725
cramos@webershandwick.com
ericssonbrasil@webershandwick.com
SOBRE A ERICSSON:

Fundada em 1876 em Estocolmo, Suécia, e presente há 95 anos no Brasil, a Ericsson é protagonista nos principais saltos tecnológicos registrados no País e no mundo, sendo referência em tecnologia, comunicações, hardware, software e serviços. É reconhecida mundialmente como líder em plataformas digitais e em redes móveis, não só na construção e na infraestrutura mas na relevância delas para a sociedade e para a economia dos países em que atua, com uma reputação construída sobre a competência técnica e sua capacidade de inovação. A Ericsson tem longa história de atuação e tradição de investimentos no Brasil, onde emprega atualmente 3.000 pessoas de forma direta, e outras 5.000 indiretas.

A fábrica de alto rendimento instalada em São José dos Campos/SP desde 1955 é uma cinco plantas fabris que a Ericsson mantém no mundo e é hoje a mais antiga em operação ininterrupta, exportando 40% do total produzido. A companhia também mantém em Indaiatuba/SP um Centro de Excelência em P&D&I onde atuam mais de 450 pesquisadores. Mais de 140 patentes foram desenvolvidas localmente como fruto desse trabalho e, fazendo um recorte apenas dos últimos vinte anos, foram investidos mais de R$ 1 bilhão. No 4G, a Ericsson detem atualmente 50% do market share no País e mais de 90% em São Paulo. E está pronta para protagonizar também o avanço do 5G na América Latina.

Em novembro do ano passado, a Ericsson anunciou um investimento robusto de R$ 1 bilhão em pesquisa, desenvolvimento e fabricação de 5G no Brasil, para o período de 2020 a 2025.
Esta iniciativa fomenta e respalda a entrada do País na vanguarda do 5G, que será um importante indutor do desenvolvimento econômico, social e estratégico para o País na era da digitalização.

  • Com 5G de ponta, o Brasil vai atrair mais investimentos em todos os setores
  • Com a Ericsson, o Brasil será um dos 5 países do mundo a fabricar 5G: o primeiro no hemisfério sul e o primeiro nas Américas
  • Toda o Mercosul e América Latina serão abastecidos com o 5G fabricado no Brasil, com exportação de até 1 milhão de rádios 5G até 2025
  • O Brasil usará o mesmo 5G que a Ericsson já implementou em mais de 15 países, como Estados Unidos, Coréia do Sul, Japão, Europa e Austrália
  • O País terá à disposição a linha de produtos 5G mais moderna e mais segura do mundo: Ericsson Radio System.
  • Com capacidade de transportar muito mais informação (100x mais Gbps) e muito menos atraso (100x menos milissegundos), o 5G não é apenas mais um G: é a evolução da tecnologia móvel que vai transformar toda a nossa sociedade ao permitir aplicações em todos os setores. Mais importante, o 5G vai acelerar o desenvolvimento econômico do nosso País