ericsson.com
Your location is listed as Global
Login

A tecnologia da comunicação está aproximando as famílias?

Há mais comunicação, mas menos conversa e mais texto. E seus filhos querem passar mais tempo cara a cara com você. Se já se perguntou qual o impacto da tecnologia de comunicação sobre a família moderna, talvez você se interesse por um novo relatório do Ericsson ConsumerLab.
Uma jovem e sua mãe trabalhando em um computador.
Available in English Español (Latinoamérica) Português (Brasil)

O relatório, intitulado “Bringing Families Closer Together” (“Aproximando famílias”), mostra o impacto da tecnologia de comunicação sobre famílias nos EUA. O relatório examina a forma como as famílias se comunicam, em pessoa ou usando várias tecnologias, e questiona como a vida familiar foi alterada pela tecnologia. Os dados foram coletados com grupos de foco familiares durante entrevistas em domicílio com pais na área de San Francisco, e complementados por estudos online em mais 1.005 famílias nos EUA.

Para a família ocupada, estressada com trabalho, trânsito e várias atividades após a escola, o celular parece a ferramenta perfeita para o contato durante o dia. A maioria das famílias afirma que se comunica mais usando essa tecnologia, que se conhece melhor e que isso facilita o dia a dia e a logística durante a semana. A comunicação móvel significa, ao menos em teoria, que filhos e pais podem entrar em contato uns com os outros a qualquer momento em que estejam separados.

As refeições e o tempo gasto para levar os filhos para a escola ou atividades são considerados ocasiões importantes para interação cara a cara. Mas o uso de voz em comunicações móveis entre famílias foi ultrapassado pelo uso de texto, que tem aumentado no ano passado, de acordo com Ann-Charlotte Kornblad, Senior Advisor Consumer Insights no Ericsson ConsumerLab. Mensagens de texto podem ser passadas de forma fácil e rápida para todos os familiares.

Algumas famílias usam serviços mais recentes, como WhatsApp e Kik, para se comunicar. Os números mostram que os pais com esses serviços se comunicam cinco vezes mais uns com os outros e oito vezes mais com seus filhos. No entanto, os filhos também usam plataformas de comunicação como Instagram e SnapChat especificamente para se comunicar com amigos.

Como era de se esperar, novos serviços de comunicação criaram novas preocupações para os pais. O relatório mostra que os pais agora estabelecem mais regras e gerenciam mais ativamente os dispositivos de seus filhos. Das famílias entrevistadas, 72% disse que o uso de celulares foi restrito como punição.

No entanto, mesmo que a tecnologia de comunicação tenha um impacto geral positivo sobre as famílias, ainda há algumas desvantagens. Kornblad diz: “O estudo mostra que devemos estar cientes de que nossa obsessão com telefones e tablets está consumindo o tempo em família. Os filhos querem mais comunicação cara a cara com os pais durante a semana, e a tecnologia de comunicação não solucionará isso”.

O Ericsson ConsumerLab obtém seu conhecimento através de um programa de pesquisa do consumidor global baseado em entrevistas com 100 mil indivíduos a cada ano, em mais de 40 países e 15 megalópoles. Estatisticamente representando a visão de 1,1 bilhão de pessoas. Métodos quantitativos e qualitativos são usados e centenas de horas são passadas com clientes de diferentes culturas.

NOTAS AOS EDITORES

Se inscreva para receber todos os press releases da Ericsson aqui.

SIGA-NOS:

www.ericsson.com
www.twitter.com/ericssonbr
www.facebook.com/ericssonbr
www.youtube.com/EricssonBrazil
www.slideshare.net/EricssonLatinAmerica
www.flickr.com/photos/EricssonLatinAmerica/

MAIS INFORMAÇÕES EM:

Centro de Notícias

Luciana Leite, Comunicação Corporativa Ericsson - LATAM South
Fone: +55 11 2224-2018/ +55 11 94380-9382/ +55 11 99149-4950
E-mail: luciana.leite@ericsson.com

SOBRE A ERICSSON:

A Ericsson permite que os provedores de serviços de comunicações obtenham todo o potencial da conectividade. O portfólio da empresa abrange redes, serviços digitais, serviços gerenciados, negócios emergentes e é projetado para ajudar nossos clientes na digitalização, aumentando a eficiência e encontrando novos fluxos de receita. Os investimentos da Ericsson na inovação promovem os benefícios da telefonia e da banda larga móvel para bilhões de pessoas ao redor do mundo. A ação da Ericsson está registrada na bolsa de valores Nasdaq em Estocolmo e na NASDAQ em Nova York. www.ericsson.com

Na América Latina estamos presentes desde 1896, quando entregamos equipamentos pela primeira vez na Colômbia. No início do século XX aumentamos nossa presença na região ao firmar acordos na Argentina, Brasil e México. Hoje, estamos presentes em mais de 50 países da América do Sul, América Central, México e Caribe, com instalações completas, como unidade de Produção e Centro de Inovação com atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), além de Centro de Treinamento. A Ericsson é a fornecedora líder do setor de telecomunicações com mais de 40% do mercado na América Latina e mais de 100 contratos de serviços de telecomunicações na região.